Artigo das sócias Teresa Arruda Alvim e Maria Lúcia Lins Conceição no jornal Valor Econômico.

As sócias Teresa Arruda Alvim e Maria Lúcia Lins Conceição publicaram artigo no Valor Econômico em que discorrem sobre o prazo prescricional para as ações de reparação civil de índole contratual. No texto, as autoras sustentam que a prescrição deve ser de 3 anos, porém o STJ parece tender para o prazo decenal.

A Min. Nancy Andrighi, inclusive, por meio da PET 12.602/DF, suscitou questão de ordem, pendente de julgamento, visando a rever a tese fixada no Tema 610.


O artigo é está disponível na íntegra para assinantes do jornal, pelo link: https://glo.bo/3af5H8r